Se a vida é feita por fases, por que na carreira seria diferente? Você certamente não é o mesmo profissional que aquele dos tempos da faculdade e nem será igual ao que tiver 30 anos de experiência na bagagem. Quer entender melhor a fase da vida profissional pela qual você está passando?

Conheça as principais fases da vida profissional:

 

Dos 20 aos 30 anos

Essa é a fase do aprendizado, que vai além dos estudos na universidade – o conhecimento virá também do dia a dia no trabalho, do relacionamento com os colegas, das orientações dos líderes e dos conselhos da família e amigos. Este é também um período de autoconhecimento, de descoberta do seu perfil profissional e de aspectos da sua personalidade.

Talvez você ainda não ganhe tanto quanto gostaria, mas deve continuar trabalhando duro para se desenvolver profissionalmente – as recompensas virão! E esse também é o momento para planejar a sua carreira e começar a se preparar para o futuro, inclusive financeiramente.

Dos 31 aos 40 anos

Sua vida está mais estável do que antes e você já tem uma noção mais clara do caminho que irá seguir, mas a trilha ainda é longa. Nesta fase a empresa espera que você demonstre habilidades de liderança, saiba se comunicar com efetividade e assuma novas responsabilidades.

Este também é um momento propício para arriscar, já que a experiência e os contatos adquiridos durante os anos podem abrir portas – ou você mesmo pode criar oportunidades na sua carreira ou vida pessoal.

Lembre-se de que o aprendizado não fica de lado, ele só será melhor direcionado para fortalecer suas competências – invista em MBA’s, Mestrados e Doutorados.

Dos 41 aos 50 anos

Esta é considerada por alguns a melhor fase da vida profissional. Sabe por quê? A sua carreira já está consolidada e você conquistou a segurança financeira que tanto almejava. E isso não significa que você ficará estagnado, muito pelo contrário: durante este período pode receber ótimas promoções e até propostas para trabalhar no exterior.

A preocupação com o desenvolvimento continua, mas ela assume uma posição de menos destaque na sua lista de prioridades, já que você começa a desejar tem mais tempo livre para passar com família e amigos. Mas não descuide das finanças, principalmente quando os 50 se aproximarem.

A partir dos 51

A aposentadoria passará a ser uma de suas principais preocupações, por isso é bom se preparar para a transformação que virá nos próximos anos: menos trabalho, mais família; menos compromissos, mais saúde. Isso também não quer dizer que você precisa se despedir do mercado de trabalho! Este pode ser um bom momento para iniciar aquele projeto pessoal que estava engavetado há anos.

E é evidente que nada te impede de continuar trabalhando com força total, afinal quem escreve a sua história profissional é você. Mas não deixe de aproveitar tudo o que conquistou!

As fases da vida profissional andam junto à sua evolução pessoal e por isso é comum não ter sempre todas as respostas. Não é fácil manter o equilíbrio entre carreira e família ou entre os sonhos e responsabilidades, então fique tranquilo, pois as dúvidas podem sim aparecer em todas as fases. Quando isso acontecer, que tal participar de um programa de coaching?