“Tenho um bom currículo, já trabalhei em grandes empresas e estou desempregada há cerca de 10 meses. Isso me deixa muito frustrada, pois, com a minha formação e minha trajetória profissional achei que fosse me recolocar no mercado de trabalho muito mais rápido. Estou ficando ansiosa e sem esperanças. Preciso de ajuda, pois não sei como ganhar destaque no mercado de trabalho

Se você se identificou com o relato acima, eu te digo duas coisas: infelizmente, ele é real. A parte boa é que eu quero dividir com você dicas para você sair dessa, e também te questionar do que você está fazendo e que poderia estar diferente.

Vamos começar falando e pensando no diferente. E essa é a primeira pergunta que eu te faço: o que você fez de diferente para se destacar da multidão que quer a mesma vaga que você? O mercado não olha somente para sua experiência acadêmica. Uma formação sólida é fundamental. Estudo nos recicla, nos mostra soluções que não éramos capazes de criar. Mas na multidão que concorre com você, muitos terão uma formação acadêmica melhor que a sua, e é aí que quero levar você a pensar.

Como você conta sua história?

Os recrutadores são parte da engrenagem de uma empresa. O que eles querem que você mostre a sua capacidade de produzir resultados. Num curriculum isso deve ser contado de maneira  simples e objetiva, mas conectada. Recebemos aqui na Ycoach muitos clientes que buscam coaching de carreira, e uma das nossas tarefas é auxiliar essa pessoa a “se mostrar” para o mercado. Elaborar um CV é contar uma história, é contar como foi desenvolvido um produto, que nesse caso é você.

Uma boa história é contada com passagens e fatos relevantes. Se você começou como estagiário, virou assistente, analista e hoje é um coordenador, você já tem um belo esqueleto para sua “aventura”. Mas não adianta só contar por onde você passou, e quanto tempo você ficou em cada um desses cargos. Para sua história ficar interessante, conte o que você conquistou em cada uma dessas posições.  Quem olha para seu CV quer saber os seus resultados, ou seja, o que você fez de diferente que impactou positivamente a empresa que você trabalhou.

Além disso, seja claro nos seus objetivos e nas suas qualificações, tendo muito cuidado ao cita-las. Vamos combinar que “domínio do pacote office” hoje em dia é obrigação para qualquer função corporativa, certo? Então, lembre-se sempre de pensar no seu diferencial. O que você tem que pouquíssimos terão?

Onde contar sua história?

Você é sua própria empresa! Sua marca hoje está exposta e concorrendo com milhões de outras. Então preste atenção onde e como ela está exposta. Muitas empresas pedem para você colocar o link do seu perfil no Linkedin quando você vai cadastrar seu curriculum no site. Aí eu te pergunto: como está sua página lá? Mas calma: não comece a mexer no seu perfil antes de trabalhar seu CV. Algumas dicas eu já te dei aqui.

Para fechar, muito cuidado com seus posts em qualquer rede social. Não esqueça que você carrega uma marca importantíssima que é a sua. Então, pense antes de postar. Compartilhe o que é relevante para você, e aquilo que pode te abrir portas.

Planeje-se! Crie! Mostre-se!

Rumo-da-carreira