Nos últimos anos, o coaching tem sido um assunto muito comentado no Brasil – temos certeza que você já ouviu um colega dizendo que participou de um programa de coaching ou até já conheceu alguém que trabalha na área. O número de profissionais certificados para realizar essa atividade vem crescendo e cada vez mais empresas contratam esse tipo de serviço. Mas será que vale a pena mesmo ou é uma “moda” passageira?

Subir.Este

O principal objetivo do coaching é contribuir com o desenvolvimento profissional e pessoal dos indivíduos, para que eles possam potencializar suas habilidades e consigam se posicionar na carreira de forma a vivenciar seus valores e sonhos. Em certos momentos, as pessoas podem sentir a necessidade de uma orientação especializada e por isso recorrem ao coaching, mas as empresas também podem contratar esse serviço para seus funcionários. Se a sua organização está sofrendo para conter o alto turnover, considere essa opção!

O papel do coach é tirar as pessoas de sua zona de conforto, motivando-as a ultrapassar suas barreiras e a realizar mudanças que terão alto impacto em sua produtividade e trajetória pessoal e profissional. Isso significa que é possível transformar a realidade daquele colaborador desmotivado, fazendo com que ele volte a trabalhar com entusiasmo e eficácia. E sabe aquele gerente que você sabe que tem muito potencial, mas ele ainda não enxerga isso? O coaching abrirá os olhos dele.

Quando a sua empresa opta por investir em um programa de coaching, ela mostra que valoriza as pessoas, que são os alicerces de toda organização. Os funcionários perceberão que existe uma preocupação com o seu desenvolvimento e com a retenção de talentos. Como resultado, pode-se esperar uma melhora no clima organizacional, no relacionamento e na qualidade do trabalho em equipe.

Além disso, os benefícios ultrapassam (e muito) o custo deste investimento. Os gastos com demissão e admissão, treinamento e integração de novos funcionários serão consideravelmente reduzidos, bem como o prejuízo que empregados com baixa produtividade causam aos cofres da empresa. Deixa-se também de correr alguns riscos, como a perda de informações confidenciais no caso de um executivo migrar para a concorrência.

O sucesso de uma organização está diretamente relacionado à evolução e à dedicação dos profissionais que a compõe. E é justamente por isso que o coaching vale a pena!